terça-feira, 21 de dezembro de 2010

EKEDY

A ekedi na maioria das casas também é chamada de mãe, exerce a função de dama de honra do Orixá regente da casa.

É dela a função de zelar,acompanhar, dançar, cuidar das roupas e apetrechos do Orixá da casa,além dos demais Orixás, dos filhos e até mesmo dos visitantes. É uma espécie de “camareira” que actua sempre ao lado do Orixá e que também cuida dos objectos pessoais do babalorixá ou iyalorixá.

O cargo de ekedi é muito importante, pois será ela a condutora dos Orixás incorporados no Egbê (barracão ou sala de festividades) e dela é a responsabilidadede recolhê-los e “desvirá-los”, observando as condições físicas daqueles,que “desviraram”.

Para se tornar uma ekedi, ela primeiramente é apresentada e não suspensa como o Ogan, e logo depois será confirmada,com as obrigações de Roncó.

Existe muita diferença de uma casa para outra e mesmo de uma nação para outra, na forma de se vestir.

Na Casa Branca do Engenho Velho a ajoiê não usa roupa de baiana e nem dança na roda do xirê, o traje tradicional da ajoiê é um vestido discreto, um fio-de-contas e um pano da costa dobrado sobre um ombro ou na cintura. Sempre tem uma toalha ou tecido à mão para secar o rosto do filho-de-santo que está em transe, no dia a dia usa uma roupa de ração como todas as participantes do candomblé.

Já em outras casas, vai depender do babalorixá ou iyalorixá deliberar o uso da roupa de baiana pelas ekedis.
Em muitos candomblés de Salvador,Rio de Janeiro e São Paulo é muito comum encontrar ekedis vestidas de baiana e dançando na roda do xire.

Ajoiê em yorubá (keto),ekedji em jeje,e makota em angola,siguinifica camareira do orixá e a mãe que o orixá escolheu para zelar da yalorixá ou babalorixá e todos os membros que adentrarem o ilê.

-Babalorixá ou Yialorixá,tem poder absoluto, está acima de todo e qualquer outro cargo na casa.

-Abians - por exprimir uma vontade de participar, ou escolhido a fazer parte da comunidade, recebe do babalorixá, um fio de contas "lavado" (colar ritual, símbolo do orixá do neófito), ou tenha se submetido a um bori (dar "comida" à ori , cabeça física e astral); participam no Ilê, ajudando com tarefas civis, nas festas, na limpeza e
arrumação e decoração do barracão, preparo de café e almoço, alguma ajuda na cozinha ritual, onde são preparadas as oferendas dos orixás e demais tarefas.

-O Iyawô - o iniciado, também chamado de adoxú (aquele que levou adoxum ), ficará recluso 21diasno lugar chamado roncó ou camarinha, um quarto fechado, com algumas esteiras, é confiado aos cuidados do babakeke re,yakekerê(pai e mãe pequena), e a ekedji sobre a supervisão e abaixo do zelador ou zeladora de orixá,todos deverão cumprir preceitos e resguardo durante toda a iniciação do Yawô

.A ekedji,ogan,cargos não rodantes nascem mãe e pai.Mas sempre terão7 anos.
O adoxu que nasce hoje passarão dos seus anos.

-A ekedji tem que tirar o dia para seu orixá e para orixá de seu zelador.
-A chegada no ilê e sempre cedo pois é responsavel por toda arrumação de roupas,apetrechos e etc...
-terá direito a uma cadeira no barracão,mas pouco deve se sentar pois deve estar atenta a tudo no ilê.a ekedji deve abraçar a todos os filhos sem fazer discrinação a nenhum pois é responsavel pelos seus filhos e irmãos.

-A responsabilidade de todos os afazeres é da ekedji ela que tem que coordenar os abians para fazer e se não tiver ninguém colocar a mão na massa.

Deve saber que o zelador(a)Não tem obrigação de fazer serviços de limpar,arrumar e etc.Pois o orixá maiorda casa que a todos guardam e a quem todos devem obdiencia,vem no ori da yalorixá ou babalorixá;

Pois a ekedji ou ogan é sempre conhecido pelo nome do orixá maior de seu ilê abaixo
de olorum é claro.

A ekedji por ela não incorporar ela retem as energias,funciona com um pararraio,então através de seu orixá ela descarrega essas energias.

Uma ótima ekedji ela se reserva no seu axé,e procura visitar outros ilês acompanhado de seu pai ou mãe de santo.
Ser humilde,não ser malcriada,saber se comportar dignamente,lembra que é o espelho e o exemplo da casa..Será o cartão de visita de seu ilê para os que chegam.

A ekedji não é dona do seu nariz,não faz só o que quer ela deve submissão a um orixá.Ela é a camareira do orixá da mae ,das entidades da mãe,e de todos os filhos e irmãos da casa.E na casa que chegar que faltar a presença de uma ekedji ela desempenhará o seu papel por esse é o cargo de ekedji.

Ela é a primeira a chegar e a última a fechar a porta do ilê.

Acho que algumas não se deram conta disso.Ser ekedji não é ter status.Pois é labuta,no dia a dia e não só quando tem obrigações na casa.para que seu axé evolua,é acima de tudo exercer o cargo recebido dentro da casa de santo.

ESSA MENSAGEM NÃO É PARA AQUELES QUE EXERCEM A SUA FUNÇÃO MUITO BEM NO ORIXÁ E SIM PARA OS INICIANTES,PARA QUE NÃO ENTREM NO ORIXÁ BUSCANDO GLAMOUR, STATUS TEM QUE SABER QUE É LABUTA TODOS OS DIAS.

OS CARGOS NÃO RODANTES ESTARÃO SEMPRE A SOMBRA DO ORIXÁ DO SEU ZELADOR OU ZELADORA.…

fonte:internet

Um comentário:

Pena Verde disse...

Muito bonito seu blog. Vamos sempre continuar divulgando essa belissima religião.
Acesse também o blog da tenda de umbanda caboclo pena verde.
http://www.umbandacaboclopenaverde.blogspot.com/