segunda-feira, 3 de agosto de 2009

DESCARREGO COM PÓLVORA

Toda a magia usada como ritual para afastar o “Mal”, é bem-vindo.

Os descarrego de pólvora, e muito usado na “Umbanda” e nas Linhagens de “Nagò e Bantos”, possuindo poderosa e grande força benéfica, desde uma vez, que a pessoa saiba utilizá-la!

Todo o descarrego com pólvora, deve sempre ser feito sob a orientação de um dirigente experimentado e mentores espirituais, e sempre a partir do “pôr do sol” e se estendendo até às 23.30 horas.

Só podemos realizar o descarrego com pólvora em residência ou estabelecimentos comerciais, quando autorizado pelos “Guias” ou “Òrìsàs”, e quando houver necessidade. Caso for realizado, devemos abrir todas as aberturas do local e deixar escorrer nas torneiras um fio de água, no local.Após, ter desaparecido a fumaça, devemos borrifar ou jogar perfume com açúcar em todas as peças do local.

Para elucidar, embora, de um modo geral, a utilização a todo instante, sem que haja necessidade, tal seja realizado como de fato o deveria, a pólvora queimada para diversas finalidades. Em outras maneiras, muitos são os “serviços” que são realizados com o uso da pólvora, porém, de uma maneira geral, o que se faz está por demais longe do correto e do direito e, justo por isso, se vê de vez enquanto alguém ser “atingido”pelo fogo da pólvora, ou seja, em outras palavras, pelo “retorno”da pólvora (fundanga).

Tenho toda a certeza, é um dos trabalhos mais poderoso para se combater aos espíritos (entidades) maléficas, ou seja, exus kiúmbas, egúns e ará òrún. Que nos cercam, e se fixam em nossa “nuca”, nos dominando e perturbando nossa vida profissional e familiar, fazendo-nos cometer certos atos de loucuras, porque não dizer, até com desvios de personalidade.

A explosão e o fogo da pólvora (fundanga) provoca um grande poder mágico, como também as combinações de cores das velas, para expulsar o “Mal” de pessoas, de locais ( residências ou local de trabalho profissionais), levando-os para o espaço, por isso, realizamos em pessoas ao ar livre!

Devido, há muitos anos na prática da religião e no exorcismo de entidades do “Mal”, devo dar uma das maneiras da utilização da pólvora para o “Bem”, ou seja, para afastar as entidades maléficas. Devo alertar que todos os trabalhos com pólvora, requerem cuidados especiais, pois quando queima, pode causar ou ocorrer acidentes ou desastres, tenha muito cuidado em lidar com a pólvora!

É de bom alvitre, termos sempre por perto um auxiliar, quando iremos trabalhar com pólvora , porque ela é danada e as próprias entidades do “Mal” evitam à sua realização, tenha cuidado! Use sua energia e pensamento positivo!

A pólvora é usada como um acelerador de partículas. Através da liberação de gases, acontece o movimento frenético das moléculas de água que compõem o nosso campo magnético, campo esse denominado de aura, energia resultante da queima das células de todo o corpo dirigido pelo cérebro, centro de comando do espírito, energia sutil apenas detectada em fotolitos.

A pólvora em queima, libera seus elementos sutis que interage neste campo liberando o vampirizado do cordão fluídico denso e negativo.
Com o movimento frenético das moléculas dá-se o rompimento do mesmo liberando ambos os espíritos para o devido tratamento, acontecendo de forma idêntica com as larvas astrais que como ‘’carrapatos’’ do espírito se desgrudam e se desintegram na corrente elétrica provocada pela queima da pólvora.

Nenhum espírito é queimado pela pólvora. A sensação do mesmo na hora da queima é de um choque elétrico provocando na maioria das vezes um desmaio temporário ou um torpor dos sentidos.

A pólvora é um elemento material utilizado para vibracionar o campo das energias sutis do corpo, assim como a água fluidificada é carregada de energia para que atue nas células do corpo físico e também igualmente como o passe magnético potencializador dos elétrons que pulam das mãos do médium para o corpo do receptor agindo nas células do corpo físico.

Guardião de Ogum

Nenhum comentário: